"MAIOR É O QUE ESTÁ EM VÓS DO QUE O QUE ESTÁ NO MUNDO." (I JOÃO 4:4)

segunda-feira, janeiro 27, 2014

O Grande Julgamento

 
- Núcleo -

Esta é uma representação de Quem Eu Sou.
Mas Quem Sou é na Realidade Quem Somos!

Pois, está escrito:

E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. 

Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. 

Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mimE irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna. (Mateus 25:31-46)

Do ponto de vista da mente, que cinde a realidade em passado, presente e futuro, este é o relato de um acontecimento futuro quando ocorrerá o “grande julgamento”.

Mas do ponto de vista da Consciência, que a tudo vê como um eterno presente, esta passagem bíblica não se trata do simples relato de um acontecimento futuro, mas sim, de uma revelação divina, uma percepção que está sendo compartilhada!

 Atentem ao conteúdo desta revelação divina!

O conteúdo está expresso no texto, o qual não deve ser interpretado mentalmente, mas, deve ser apreendido consciencialmente, tal como o advertiu o apóstolo de Cristo, no sentido de que "as coisas espirituais se discernem espiritualmente".

Eis as palavras do apóstolo:

E a minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder; Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus. Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam; Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória; A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória. Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu,e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus. As quais também falamos, não com palavras que a sabedoria humana ensina, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.
Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmenteMas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo. (1 Coríntios 2:4-16)

Atentem que está escrito: “falamos, não com palavras que a sabedoria humana ensina (não com aquilo que é percebido pela mente do personagem que estamos representando), mas com as que o Espírito Santo ensina (com o que é percebido pela Consciência do Ser, do Cristo, do Espírito de Deus que Vive em nós), comparando as coisas espirituais com as espirituais. Ora, o homem natural (a mente do personagem) não compreende as coisas do Espírito de Deus (da Consciência do Ser), porque lhe parecem loucura (parecem loucura para a mente); e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.

Feita esta consideração, sem o que não faria sentido o que se segue, atentem ao conteúdo da revelação divina, conforme a visão consciencial, que a tudo percebe como um eterno presente.

“E quando o Filho do homem vier em sua glória (vir em glória significa emergir do “Reino de Deus que está em nós”, emergir da Fonte, essência ou núcleo do nosso próprio Ser, consciente da Glória de Deus, consciente da Realidade divina do Ser) e todos os santos anjos com ele (todos os seres que vivem na Consciência do Ser, todos os “seres conscienciais”), então se assentará no trono da sua glória (no foco da percepção da gloriosa Realidade divina); E todas as nações serão reunidas diante dele (todas as “representações”, todos os contextos concebidos pela mente) e apartará uns dos outros (a visão consciencial aparta uns “cenários” dos outros), como o pastor (como o pastor humano, ou seja, como a mente humana) aparta dos bodes as ovelhasE porá as ovelhas (as visões claras, dos que vivem guiados pelo Espírito de Deus) a sua direita, mas os bodes (visões distorcidas, dos que vivem guiados pela mente e suas próprios razões e julgamentos) à esquerda.

Esta separação entre as visões mental e consciencial é o que ocorre no momento da vinda ou emergência em nós dAquele que Vive em nós; do Ser real que “reina no Reino de Deus” que está aqui; que é chamado no texto de “Rei”.

Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita (Dirá o Rei aos personagens que seguem as visões claras, que percebem e agem, ou seja, aos que vivem guiados pelo Espírito de Deus): Vinde, benditos de meu Pai (personagens despertos), possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo (a Realidade percebida pela Consciência).

Ou seja: a vocês que agem conforme a percepção divina, desfrutem do que está preparado desde a fundação do mundo, a saber, a Glória de Deus, a Realidade Divina! Pois, vocês são os que têm percebido Minha Presença em toda a representação e têm interagido Comigo em todos os Meus personagens. Porque "aparecendo como" personagem, tive fome, e destes-Me de comer; tive sede, e destes-Me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-Me; Estava nu, e vestistes-Me; adoeci, e visitastes-Me; estive na prisão, e foste Me ver.

Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? Ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? Ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.

Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda (Dirá o Rei aos personagens que seguem as visões distorcidas, isto é, aos que vivem guiados pela mente e que agem conforme suas próprias razões e julgamentos): Apartai-vos de mim, malditos (personagens que desconhecem sua real identidade e se veem uns aos outros e a todos como maus ou pecadores) para o fogo eterno (a realidade percebida pela mente; representação), preparado para o diabo e seus anjos (personagens da representação).

Ou seja: a vocês que agem conforme suas próprias razões e julgamentos, permaneçam confinados à própria visão mental. Pois, vocês são os que não têm percebido Minha Presença em nenhuma parte da representação e não têm interagido Comigo com nenhum dos Meus personagens. Porque "aparecendo como" personagem, tive fome, e não Me destes de comer; tive sede, e não Me destes de beber; sendo estrangeiro, não Me recolhestes; estando nu, não Me vestistes; e enfermo, e na prisão, não Me visitastes.

Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.

E irão estes (que vivem guiados pela mente e suas próprios razões e julgamentos) para o tormento eterno (a infindável representação; roda de Samsara ou infindável ciclo de nascimentos e mortes de personagens), mas os justos (que vivem guiados pelo Espírito de Deus) para a vida eterna (a Vida de Deus na Consciência do Ser).”


2 comentários:

Wendel Rharael disse...

Muito legal Vou sugerir uma otima leitura pra uma mente iluminada é um livro que fala exclusivamente sobre a verdade de forma direta
http://pt.scribd.com/doc/39492411/
Como escapar do cilco de renascimento e morte atraves da verdadeira mensagem de Jesus

Gugu disse...

Olá Wendel,

Esse livro (D.U.) é um dos melhores dentro todos os que tive a oportunidade de ler até hoje. Foi, realmente, uma ótima sugestão.

Ele apresenta uma mensagem/caminho muito válido, todo éle é muito bonito, claro e verdadeiro.

Eu ainda tenho planos de publicar esse livro aqui no blog. Só não sei quando será. Realmente, muito valioso.

Grato por sua contribuição!
Namastê!