"MAIOR É O QUE ESTÁ EM VÓS DO QUE O QUE ESTÁ NO MUNDO." (I JOÃO 4:4)

quarta-feira, janeiro 01, 2014

Lapidando e santificando o próprio ser

Com a Vossa graça, PAI, e graças a ela, viveremos o esplendor da vida, com esperança e coragem, para fora de nós mesmos, em direção a Vós. Renovamos, portanto, uma vez mais, a nossa disposição em sermos mensageiros da LUZ, servindo a VIDA e fazendo florescer o AMOR, no respeito e na dignidade, sem medo e sempre tomados por profunda gratidão. Queremos anunciar a PAZ, ajudar a criar condições dignas de vida para todos, consolar os aflitos, os que sofrem, proclamar um ano de graça. Portanto, que ninguém se desespere diante das durezas da vida terrena. Juntos, desapegados do ego (pequeno eu) manifestaremos na Terra - por meio do Vosso Amor - o "Vosso Reino", o Mundo do JISSÔ. Muito obrigado!


Pe. Fábio de Melo

 
“É mais fácil acreditarmos numa santidade que não passe pela humanidade.
 
Mas quando a gente identifica que a santidade é o aprimoramento do humano, retirar os excessos para fazer prevalecer a parte boa de nós. Ou até mesmo esculpir, lapidar como um garimpeiro lapida uma pedra bruta até que ela se torne preciosa. Vamos descobrindo que na nossa vida é a mesma coisa.
 
Eu preciso ter a consciência que a minha lapidação vai acontecer diariamente, pela graça de Deus e também pelo meu empenho.
 
Eu também sou uma pedra bruta que precisa ser lapidada.
Você também é uma pedra bruta que precisa ser lapidada.
É a isso que nós chamamos de santidade.
 
Nós somos muitas vezes cheios de cascas que impedem o nosso brilho. Cascas que foram colocadas pela vida, pelas escolhas erradas que nós fizemos, pelas influências negativas que as pessoas tiveram sobre nós.
 
Talvez você já tenha experimentado isso na sua vida, viveu um relacionamento, uma pertença que ofuscou o seu brilho, que lhe fez esquecer a pedra preciosa que você é.
 
Quando tomo consciência disso permito-me uma postura de querer modificar, de não querer mais levar comigo esse peso que o outro deixou em mim.
 
E a conversão é justamente esse processo humano que nós fazemos à luz da fé, auxiliados por Deus.
 
Eu creio em Deus, e eu creio que Ele vai me iluminar no dia-a-dia para que, orientado pela sua Palavra, para que motivado pelos seus sacramentos, eu tenha coragem de olhar para as minhas misérias e, a partir delas, querer a santidade!”


3 comentários:

Isis Ludmila disse...

Perfeito esse vídeo, Gu!
Obrigada por me mostrá-lo quando eu precisava de tantas palavras de Luz!!
Agradeço ao Ser pela nossa amizade!!!

Bjos no <3

Gugu disse...

Você já é a própria Luz, Ísis.
Por isso, sou eu quem agradeço. _/\_

Namastê!


- Mizi - disse...

Muito bom, Gugu.

Esse post me lembrou de uma música da Celina Borges, chamada Diamante Lapidado.

Segue o link do youtube para que se interessar:

http://www.youtube.com/watch?v=VeL-9jFH_QM

Paz e bem, amigo!!

Fica com Deus!!

Abraço.

Mizi.