"MAIOR É O QUE ESTÁ EM VÓS DO QUE O QUE ESTÁ NO MUNDO." (I JOÃO 4:4)

sábado, setembro 14, 2013

"A Vida Impessoal" - 12/18



12 - ALMAS GÊMEAS 
 
431. Examinemos, agora, algumas das coisas que Eu te tenho dado, especialmente aquelas das quais ainda não podes reconhecer-Me como o Doador. 
 
432. Quiçá, creias que a particular posição que hoje ocupas na vida não seja a melhor adaptada para a expressão de Minha Ideia, que surge do teu interior. 
 
433. Se é assim, por que não abandonar tal posição e adotar a que seja de tua escolha? 
 
434. O simples fato de que não podes, ou não o fazes, demonstra que, no momento, tal posição é a mais adequada para despertar em ti certas qualidades necessárias para Minha perfeita expressão, e que Eu, teu próprio SER, ESTOU permitindo que permaneças nela, até que possas reconhecer Meu Propósito e Significação ocultos no poder que tal posição tem dê perturbar a paz em tua mente e manter-te insatisfeito. 
 
435. Quando reconheceres Meu Propósito e te determinares a fazer que ele seja também teu propósito, então, e só então, dar-te-ei a força para sair da posição em que te achas e entrar em outra mais elevada que já tenho preparada para ti.

436. Talvez estejas pensando que o esposo ou a esposa que tens está longe de ser o apropriado ou capaz de te ajudar no teu despertar "espiritual” constituindo, ao contrário, um obstáculo ou impedimento. Talvez estejas secretamente pensando em abandoná-lo, ou abandoná-la, ou desejando que pudesses substitui-Ia por outra ou por outro com quem mais simpatizes ou seja mais afim contigo em tuas aspirações e em tua busca e, portanto, parece estar mais perto de teu ideal. 
 
437. Foge, se assim te apraz, porém sabe que não podes fugir de tua própria personalidade; que em tua ânsia egoísta de um companheiro ou companheira "espiritual” poderás atrair a ti a alguém que somente forçará a uma busca dez vezes mais longa e mais difícil entre as ilusões da mente, antes que possas, de novo, despertar à consciência de Minha Voz que te fala no teu interior. 
 
438. Porque, um cônjuge congenial e solidário só alimentaria em ti o orgulho pessoal e o desejo egoísta de poder "espiritual" e desenvolveria ademais a faceta egoística de tua natureza. 
 
439. Da mesma forma, uma companheira ou companheiro amoroso, fiel e dócil, encorajaria somente o egoísmo e a vaidade, quando não és ainda fiel à consciência de Meu Amor Impessoal, ao passo que um consorte tirânico, desconfiado, ranzinza, poderá proporcionar a disciplina da alma que ainda necessitas. 
 
440. Bom seria que soubesses, que aquele ou aquela que é o verdadeiro companheiro ou companheira de tua alma é, na realidade, um Anjo do céu, tal como Tu também o és, um dos Atributos do Meu SER Divino, que veio a ti a fim de ensinar-te que somente quando hajas purificado tua própria personalidade, de tal maneira que Meu Amor possa manifestar-se, ficarás, então, libertado de quaisquer condições que possam agora estar te causando tanto distúrbio mental e infelicidade da Alma. 
 
441. Porque não antes que esta Alma, este Anjo do Céu, esta outra parte do Meu e do Teu SER que veio a ti, e que está almejando e se empenhando em chamar à manifestação, através de ti, ao Amor Impessoal, à bondosa solicitude para com os outros, ao equilíbrio mental e à paz do coração, ao sereno e firme domínio sobre si mesmo, único meio para que se abram as portas a fim de que ela possa sair na liberdade do Seu próprio e glorioso Ser, e ser para ti o seu próprio verdadeiro Ser - sim, não antes que possas ver essa Alma, em toda sua divina beleza, liberta das cadeias terrenas, - te será de todo possível achar-se o Ideal que buscas e reconhecê-lo claramente como tal.

442. Porque tal ideal existe, não no exterior, - em alguma outra personalidade, - mas só em teu interior, em tua Divina Contraparte, que é Eu, teu Ser SUPERIOR, Imortal. É apenas Minha Ideia, Teu Ser Perfeito, esforçando-se por expressar e tornar-se manifesta através de tua personalidade, o que te faz ver aparentes imperfeições no consorte que Eu te tenho dado. 
 
443. O tempo virá, contudo, quando cessarás de buscar fora de ti, amor e simpatia, estima e ajuda espiritual, e te voltarás completamente a Mim no teu interior, e quando assim fizeres, todas essas imperfeições desaparecerão; só verás em tua ou teu consorte o reflexo das qualidades de amor altruísta, bondade, confiança e constante esforço para fazer feliz o companheiro ou companheira, o que, então, luzirá esplendorosamente e de maneira contínua como uma emanação de teu próprio coração. 
 
444. Talvez não possas ainda crer plenamente em tudo isto e ainda duvides de que Eu, teu próprio Ser, Sou o responsável pela tua atual posição na vida ou que Eu escolhi para ti o teu atual cônjuge? 
 
445. Se assim é, está bem que assim continues duvidando, até que tudo se torne claro. 
 
446. Porém, deves ter presente que Eu te falarei de maneira mais clara, diretamente do teu interior, se te voltares a Mim, confiantemente, pedindo meu auxílio. Porque Eu sempre guardo meus segredos mais Sagrados para aqueles que se voltam a Mim com profunda e inquebrantável Fé de que Eu posso e quero satisfazer todas e cada uma de suas necessidades. 
 
447. No entanto, a ti, que ainda não podes assim fazer, te digo: Se teu próprio Ser não foi quem te colocou aqui, onde estás, ou te deu o companheiro ou companheira que tens, por que estás então aqui? e por que tens o esposo ou esposa que tens? 
 
448. Medita! 
 
449. Eu, o TODO, o Perfeito Uno, não me equivoco. 
 
450. Sim, mas a personalidade se equivoca, replicas tu. E foi a personalidade quem escolheu este consorte e, quiçá, seja porque não mereceu situação melhor.

451. Quem foi que causou à personalidade a escolher precisamente a essa pessoa ou a colocar-te nessa posição em que te encontras na vida? Quem escolheu e colocou essa pessoa onde tu pudesses assim elegê-la para unir-se a ti e Quem te fez nascer neste país, e não em outro, e nesta localidade entre as que existem no mundo, nesta época? Por que não em outro lugar e centenas de anos mais tarde? Foi tua personalidade quem fez todas estas coisas? 
 
452. Responde a ti mesmo estas perguntas, de maneira sincera e satisfatória, e saberás que Eu, Deus, no interior de ti, teu próprio Ser, é quem fez todas as coisas que fazes, e faço-as bem. 
 
453. Faço-as enquanto expresso Minha Ideia, a qual está sempre buscando manifestar-se na forma exterior, através de ti, Meu Atributo vivente, como Perfeição que é Sua natureza Eterna, no teu interior. 
 
454. E no que tange à tua "Alma-Gêmea" verdadeira, e que tens sido guiado por outros a crer que deve estar à tua espera em certo lugar, te digo que cesses de procurá-la; porque ela não existe fora, em algum outro corpo, mas, sim, no interior de tua própria Alma. 
 
455. Porque aquilo dentro de ti, que clama por completar-se é somente tua sensação de Minha Presença no teu interior, ansiosa de reconhecimento e expressão; sim, de MIM, tua própria Divina Contraparte, a parte Espiritual de ti, tua outra metade, à qual, e só à qual, terás de manter-te unido, antes que possas dar por terminado o que vieste a expressar na Terra. 
 
456. Isto é, em verdade, um mistério para ti, que ainda não estás unido em consciência a teu Ser Impessoal; porém, não duvides, porque quando puderes vir a Mim em completa submissão, e nada mais te interessar a não ser a união Comigo, então te revelarei as doçuras do Êxtase Celestial, que desde há muito tempo Eu guardo para ti.
 
Cont...
 

2 comentários:

Isis Ludmila disse...

Ah que lindo Gu!! O texto mais verdadeiro que já li sobre almas-gêmeas e afins...Essa "idéia" é plantada em nossa mente fértil desde a infância, pois toda história tem um romance, alguém que encontra outro alguém e "aí sim" se torna "feliz"...Danada da mente coletiva!! Pura cortina de fumaça pra nos impedir/adiar o retorno ao nosso interior: "Procure lá fora!! Aquele(a) ali parece ser bom!! Não, aquele(a) acolá!!" Nada contra ter um companheiro (a), porém "primeiro o que vem primeiro" ou seja, a consciência de que aquele outro é pura expressão do "SER", que veio para interagir contigo e ser muito feliz na representação: não é pra ser seu bote salva-vidas!! haha!!
Muito boa também a colocação do "contexto" em que cada um se encontra: A pedra, para ter valor, precisa ser polida até que revele o brilho perfeito - só assim poderá ser usada pelo Pai e seus propósitos.

Namastê!!

Gugu disse...

Bela síntese do texto, essa, fornecida em seu comentário, Ísis.

De fato, a iluminação (que em outras linhas é chamada salvação, reino de deus, libertação, moksha, nirvana, etc.) tem a ver com PLENITUDE. E ninguém pode sentir-se pleno e ao mesmo tempo depender de algum elemento externo (seja pessoa, coisa ou fato). Assim, para que haja plenitude o Todo deve estar dentro de cada um. E o que cada um necessita fazer é voltar para o interior de si mesmo.

Grato pelo comentário,

Namastê!