"MAIOR É O QUE ESTÁ EM VÓS DO QUE O QUE ESTÁ NO MUNDO." (I JOÃO 4:4)

terça-feira, agosto 13, 2013

A única coisa necessária

 - Núcleo -
 

"O único saber necessário é saber que nenhum saber é necessário.

O único aprendizado necessário é aprender que nenhum aprendizado é necessário.

Ser quem você é em sua totalidade não requer nenhum saber, nenhum aprendizado, requer apenas que você seja."
 

Todos nós, como seres humanos, não somos Quem realmente somos; nossa real identidade é Deus. Enquanto seres humanos somos apenas "divinos personagens", personagens da divindade, muitos representando papéis de que não sabem Quem são; outros, representando papéis de que são buscadores; outros, representando papéis de que foram iluminados. A "iluminação" é um mito! Nenhum personagem se ilumina, faça o que fizer.

Não é verdade que alguém tenha que praticar algo para se iluminar; Não é verdade que alguém tenha que acreditar em algo para se iluminar; Não é verdade que alguém tenha que acreditar em um mestre para se iluminar; Não é verdade que alguém tenha que acreditar em Deus para se iluminar. Tudo isso é pura ilusão e são crenças e ensinamentos equivocados! O ensinamento certo está na Bíblia desta forma: "Aquiete-se e saiba: Eu Sou Deus". É simplesmente uma PERCEPÇÃO. Percebam que não é verdade que alguém tenha que acreditar na própria Verdade para se iluminar!

O ensinamento de Jesus não foi: "Acredite na verdade e a verdade te libertará". De forma alguma! O ensinamento de Jesus foi este: "CONHEÇA a Verdade e a verdade te libertará". Conhecer a Verdade é ser a Verdade.

Quem conhece sabe, não simplesmente acredita. Acreditar é forma de percepção mental e te tornará um crente fervoroso, cada vez mais convicto de sua crença; e cada vez mais distante de perceber a verdade; porque a verdade é Deus, e você É Deus, portanto, você é a Verdade, mesmo que não acredite! Acreditar ou não acreditar não altera a realidade de Quem você É. Ou você percebe ou não percebe, mas saiba que seu Eu real sempre está percebendo!

Seu Eu real já percebe, portanto, já é "iluminado".

Se você diz que "não percebe" Quem é, isto indica que esta percepção é mental, e que você está "em cena", está "encenando", atuando perfeitamente como um personagem que se identifica com quem "está sendo", e que acredita ser o personagem.

Mas nossa identidade real é Quem somos, não quem estamos sendo. Somos o Ser; Somos o que somos. "Eu Sou o que Sou". Eu Sou a Verdade. É isto o que é para ser percebido, mas isto não deve ser percebido mentalmente, ou seja, não deve ser percebido com a "mente do personagem", porque o personagem poderá no máximo "acreditar", mas jamais saberá. Assim como a vida do personagem não é a vida real, pois a Vida real é Vida de Deus, a percepção do personagem, que é a percepção mental, não é percepção real, não é o que Deus sabe, mas é apenas o que o personagem acredita, pois, a percepção de Deus é o que está em sua Consciência, ou seja, é a percepção consciencial. E ela está em você e não pode estar em outro lugar porque você é o Ser.

Sim, você já é Iluminado! Perceba!


2 comentários:

SERgio disse...

"Nenhum saber, nenhuma aprendizagem, nenhum fazer, nenhuma crença..."
Então, talvez possamos considerar,esta mensagem como um "aponte"('dedo apontando para a lua ' , como dito no Zen) ,Ser falando para o Ser sobre o Ser...

O "buda fenomenico" busca o "Buda eterno/atemporal" ,e por buscar, mostra que acredita (sim, nao percebeque ) que não EH o Que busca , Agora.
Claro , deste modo : "iluminação eh um mito", ou "cenoura pendurada no horizonte", nunca alcançável pelo que "parece mais não EH"...

Só um já EH "iluminação": QUEM 'somos' Essencialmente= Deus.

Então ,busca ,evolução espiritual, alguém querer
se iluminar ha ha...besteira!
Como dito pelo "NuclEU" , eh só aquietar a personalidade, e saber: Deus EH /Eu Sou.

A mensagem do poste acima eh zênite - essência do que pode do que pode ser expresso
conceitualmente.
Merece mesmo estar no "Templo dos Iluminados".
Sou grato ao Núcleo!

Namaste!



Gugu disse...

Grato, mais uma vez, pelo seu comentário, SERgio.

E, enquanto você escrevia este comentário, eu estava elaborando um post (tratando do mesmo assunto, sobre a inutilidade do personagem de querer evoluir, iluminar!) que entrará no ar na noite de amanhã. Assim que terminei de escrevê-lo vi seu comentário, e constatei: "é isso!".

Está evidente "Quem está fazendo", e Quem está "aparecendo como". Também sou grato a "Quem faz".

Namastê!