"MAIOR É O QUE ESTÁ EM VÓS DO QUE O QUE ESTÁ NO MUNDO." (I JOÃO 4:4)

terça-feira, julho 30, 2013

O Deus interior

Osho
 
 
Pergunta: "Você diz que Deus está dentro de mim, eu percebo que estou olhando para dentro de algum conceito que eu tenho do lado de fora.".

Osho: Esse tipo de Deus você nunca vai encontrar dentro de você. Você vai ter que soltar todos os conceitos que foram dados a você do lado de fora - porque Deus não é uma pessoa. A imagem de Deus não existe, nenhuma estátua é possível. Deus é uma experiência! Se você tiver a idéia de um Deus que seus pais e sua sociedade têm dado a você, você vai entrar com essa idéia e essa idéia será o obstáculo - não vai permitir que você veja o que é.

 E Deus é aquilo que é. Ele não precisa de conceitos para ser visto; conceitos cegam-no. Abandone todos os conceitos.

Se você realmente quer ir, vá como um agnóstico. Esta palavra é bonita. Você deve ter ouvido a palavra 'gnóstico'; 'gnóstico' significa aquele que sabe - gnose significa conhecimento. "Agnóstico" significa aquele que não conhece.  Agnóstico  significa aquele que só sabe uma coisa, que ele não conhece. Seja um agnóstico - que é o início da verdadeira religião.

Nem acredite, nem desacredite. Não seja um hindu, e não seja um Jaina e não seja um cristão - caso contrário você vai continuar tateando nas trevas para sempre e para sempre. A menos que você solte todas as ideologias, todas as filosofias, todas as religiões, todos os sistemas de pensamento, e vá para dentro vazio, sem nada na mão, sem a menor idéia ...

Como você pode ter uma idéia de Deus? Você não o conheceu. Basta ir ... com um grande desejo de conhecer, mas sem nenhuma idéia de conhecimento ... Com uma intensidade de saber, com um amor apaixonado para saber o que está lá, mas não transporte quaisquer idéias expostas a você por outros. Deixe-os de fora. Essa é a maior barreira para o candidato ao caminho da verdade.

Deus está lá, mas você não pode ver - porque seus olhos estão cegos pelos conceitos dados a você. Se você tem uma certa idéia de Deus,  você não poderá vê-lo. Sua idéia se tornará uma barreira. Retire todas as idéias que você reuniu a partir de fora, só então você pode ir para dentro.

Na verdade, fique com este insight. Se você está procurando algo, você não será capaz de ver - porque a própria idéia de procurar algo significa que você tem uma idéia do que você está procurando. Procurar algo é um tipo de cegueira.

Ver só acontece quando você não está procurando por algo em particular, você está aí, aberto, disponível. Então, tudo o que é, é revelado.

Não olhe para Deus, se você quiser vê-lo. Basta esperar - deixar e esperar. Deus é um acontecimento! Se você está em silêncio, aberto, amoroso para com o seu próprio ser, consciente, ele vai acontecer. A qualquer momento, quando você estiver na sintonia certa com a existência, isso vai acontecer.

Deus está lá, você está lá: Apenas a sintonia certa. E isso é o que eu estou ensinando a você: sintonia certa. Abandonar todas as ideologias ajuda você a estar devidamente atento. E uma vez que você esteja em sintonia com a existência, isso é a felicidade. Você chegou em casa.

 
 

2 comentários:

SERgio disse...

Olá, Gustavo!

Sim...A Verdade não pode ser um conceito, e não pode ser "algo".
Se a Verdade fosse conceitual, poderia ser vista objetivamente.
Se a Verdade fosse algo, "este algo"
estaria sobre uma Realidade "anterior",ou "por trás", por assim dizer. E não seria a Verdade-Verdade... Fica então, mais para - usando ainda de um conceito - 'coisa alguma'.
Coisa alguma não pode estar em nada, ou em algum lugar.

Aquilo/Aquele que não nasce e não morre não pode ser "alguma coisa".

Tirando-se tudo(algo que pode ser visto,imaginado,ou conceituado)"sobra" coisa alguma, o que não significa "nada"...

Grato pelo texto!

Namastê!

Gugu disse...

Maravilha Sérgio!

É por isso que a tentativa de falar sobre a Verdade é tão complexa/paradoxal. Falamos sobre algo que é "nada", uma "ausência". Mas até mesmo as palavras como "nada", "vazio", "coisa alguma", "ausência" carregam a conotação de "algo". Basta que amente ouça tais palavras, e ela imediatamente cuida de arranjar um significado. Por isso é importante estar atento para ouvir as palavras com uma certa compreensão: quando o outro estiver indicando o "algo", eu devo me certificar de estar entendendo o "não algo".

Grato pelo comentário!
Namastê!