"MAIOR É O QUE ESTÁ EM VÓS DO QUE O QUE ESTÁ NO MUNDO." (I JOÃO 4:4)

terça-feira, março 20, 2012

Prece ou paganismo? (Goldsmith)


Joel S. Goldsmith


A que deus pagão oram os cristãos! Em uma terça-feira o povo é convidado a ir à igreja domingo seguinte a fim de agradecer a Deus pelo fim da Guerra Europeia! Por que este agradecimento teria de aguardar o próximo domingo para ser expressado num prédio de igreja é o que não ficou claro. Tal gratidão seria maior ou menor do que a expressada na rua ou na casa de alguém? E por que agradecer a Deus pelo fim da guerra na Europa, enquanto permitiria uma na Ásia? E por que agradecer a Deus somente depois que o inimigo ficasse sem munição? E por que agradecer a Deus somente depois que sete milhões de russos, cinco milhões de judeus e incontáveis milhões de franceses, belgas, escoceses, ingleses e americanos fossem mortos, mutilados, aprisionados e empobrecidos? Onde está o grande crédito por esta realização?

Observemos cuidadosamente em nossos próprios pensamentos e vejamos se não estamos inconscientemente aceitando tais tipos pagãos de crenças sob o disfarce de cristianismo.

As guerras e suas consequências não são parte do Reino de Deus; logo, não existem como realidade. Deus não lhes dá início nem final. Deus não as permite nem as proíbe. Não são parte da Consciência de Deus. A sra. Eddy nos relata que curou um câncer que havia atingido a artéria jugular, quando percebeu claramente que Deus não reconhece doença alguma.

As guerras, de modo igual, não passam de produto de um mesmerismo universal e não podem, portanto, existir como condições reais, mas simplesmente como imagens mentais do pensamento, ou distorções do fato. O fim da guerra virá com o início da conscientização da natureza do erro como mesmerismo, que resulta não em condições, mas em quadros, ou “sonho de Adão”.

É prática pagã buscar um poder deífico para remover aquilo que não tem poder real. É também paganismo orar a Deus para que Ele realize a obra de manter Seu próprio Universo. É uma forma aguda de ignorância agradecer a Deus pelo fim da guerra, depois que meio mundo esteja em ruínas e quarenta milhões de pessoas tenham sido dizimadas ou mutiladas. Se esta condição for real, então não existe Deus algum. Contudo, o sentido espiritual revela: Deus é; portanto, jamais houve um lapso de harmonia e paz eternas. Imortalidade é a Verdade. Assim, nunca ocorreu uma morte sequer em toda história do Universo.

Olhemos além da cena produzida pelo magnetismo animal, ou mesmerismo universal, e descubramos o Universo intacto de Deus, e cada indivíduo a salvo e em paz, na harmonia de Sua Alma.

3 comentários:

Anônimo disse...

nossa ao ler esse artigo, lembrei do HAITI, eles cultuam deuses , deuses feito de pedra , pau, ,etc, fazem sacrificio, e demandas atras de demandas.
um pais frio, pessoas espiritualmente e ficamente pobres.
isso pq eles não reconhece quem é DEUS, um DEUS DE AMOR UNO, ONIPOTENTE, ONIPRESENTE,E ONISCIENTE QUE SABES SIM DAS NOSSA NESCESSIDADES MAIS SOMENTE CO UMA CONDIÇÃO QUANDO NÃO ACEITAMOS OUTRO deus ou outro problema como o fim para tal.
uma vez me falaram '' a sabedoria divina ja tem a solução para todo problema que estar acontecendo ou acontcido''
basta relaxar enão acreditar no problema e sim na solução que ja tem
sentir é tudo
este mundo é um mundo de sentimentos
se nos sentimos alegre ficamos alegres
se nos sentimos saudaveis ficamos suadaveis e por ai vai.
paraiso é aqui

paz e felicidade
A SABEDOR

Gugu disse...

Olá!

O que o post está dizendo é que o paganismo nã consiste apenas em cultuar um Deus numa "pedra", "pau", "animais", etc. Mesmo se o Deus for um "Ser espiritual" considerado como onipotente, oniciente e onipresente... se esse deus tiver algo a ver com as guerras, as doenças, os sofrimentos da humanidade, então ele não é Deus.

O ensinamento transmitido neste texto não admite sequer um Deus "ciente de nossas necessidades", porque em Deus não temos necessidades. Só o que há é plenitude, liberdade, realização. A Verdade é esta. Quando essa Verdade é conhecida, como reflexo no mundo fenomênico surgirá a imagem de uma solução se apresentará sempre que cada problema surgir. Mas é necessário ter em mente que tal coisa é apenas uma imagem fenomênica, formada a partir de um reflexo distorcido, e não é real.

Deus é tudo, razão porque Ele é um "Deus ciumento", que não admite a existência de um "outro" ao lado d'Ele.

Muito obrigado!
Grande Abraço!

Anônimo disse...

RSRS VERDADE POR ME CORRIGIR, AGRADEÇO