"MAIOR É O QUE ESTÁ EM VÓS DO QUE O QUE ESTÁ NO MUNDO." (I JOÃO 4:4)

sexta-feira, março 23, 2012

O Princípio da Individualidade




A Verdade do ensinamento Absoluto é que: Deus é tudo! E Deus é o único Criador. O Universo de Deus está pronto. Tudo o que foi criado por Deus é Deus! Porque não há, em absoluto, separação alguma entre Deus e Sua criação ou entre Deus e o homem. A única diferença que há entre Deus e o homem é a seguinte: o homem é a manifestação de Deus individualizada, enquanto Deus - a Consciência - é a imagem do próprio Ser infinito.

Cada ser existente é uma expressão distinta, genuína e autêntica do Divino. O Todo é infinito e gosta de Se manifestar de maneiras distintas/individuais. E, mesmo ao Se manifestar distinta ou individualizadamente, não perde a qualidade de ser infinito. Em qualquer situação, o Infinito continua sendo o Infinito.

Há uma importante frase no Caminho Infinito e que Joel Goldsmith diz ser um dos maiores e mais básicos princípios do ensinamento: "Deus se manifesta como o Ser individual". Essa declaração expressa o que Deus é: um Ser individual e ao mesmo tempo universal.

No ensinamento cristão, Deus enquanto Ser Universal é designado como "Pai". Ao passo que, enquanto Ser Individual, Deus é chamado de "Filho". A individualização de cada Ser (a sua e a minha) existe em Deus, e cada individualidade é UNA com o Deus-Universal-Infinito. Em outras palavras: o Pai e o Filho são UM. Esse princípio absoluto, que diz "ser a individualidade UNA com o Pai", assegura o fato de que cada individualidade é una com todas as outras individualidades existentes, e pelas quais o Pai Se expressa. E cada individualidade, por ser una com Deus, é infinita e suficiente em si mesma. Cada individualidade é o próprio Deus.

Para conhecer a Totalidade, você deve primeiramente conhecer a "parte", que não é "parte" em absoluto, mas é a própria Totalidade. Conheça a "parte", e você terá conhecido a Totalidade. Conheça o seu Ser Individual, e você terá conhecido o Ser Universal. Conheça o Filho, e você também terá conhecido o Pai. Jesus, que sabia ser o Filho de Deus, nos confirmou isso, dizendo: "Ninguém vai ao Pai senão por Mim.". Este "Mim" é o Filho de Deus. Por isso, cada homem e mulher deverá entrar em contato com o Cristo do seu próprio ser. Se o ser humano não entrar em contato profundo com o próprio Ser Individual que ele constitui, não conhecerá o esplendor infinito e divino que já existe dentro de si, ou seja, não poderá conhecer Deus. Esse é o significado de "voltar-se para dentro": contatar a própria individualidade e constatar o quão vasta ela é, o quão Infinita ela é. A individualidade é o Todo-Universal.

Nenhum ser humano consegue conhecer Deus tentando buscá-Lo exteriormente em "algo" ou "alguém". Não busque ser como Buda ou Jesus; ao invés disto, perceba o seu Ser Individual (o Cristo, o Filho de Deus em você), e permita que Ele Se revele e Se expresse, e seja você mesmo. Foi por isso que Jesus incentivou que todos buscassem o Reino de Deus dentro deles próprios, dizendo: "Se eu não me for, o Consolador não virá até vós". Se Jesus não tivesse ido, as pessoas ficariam dependendo da figura externa do "mestre" que viam em Jesus, e jamais entrariam em contato profundo com suas próprias individualidades-Filhos-de-Deus enquanto não eliminassem a dependência de algo ou alguém exterior.

Deus quer se manifestar como o Ser individual que (eu e você) somos. E cada ser individual será o Divino Se expressando. É necessário buscar, despertar para a própria individualidade, e cultivá-la até que floresça completamente. E, uma vez florescida, a própria individualidade divina que somos (o Cristo, o Filho de Deus) cuidará de Se expressar, Se revelar e Se manifestar de maneira genuína e autêntica a cada um de nós. Será diferente para cada um. Por isso, de nada adiantará alguém tentar se valer de figuras externas para alcançar em si "Aquilo" que somente dentro de si pode ser alcançado. Deus sabe como fazer as coisas. O melhor caminho a ser trilhado é o "Caminho-de-cada-um".

Masaharu Taniguchi disse:

A Grande Vida Universal alojou-se em seu ser e tornou-se "você". Portanto, "você" é um ser "individual" e, ao mesmo tempo, "universal". Na verdade, você é uma existência autossuficiente que nada precisa buscar em "outras partes". Ao mesmo tempo que você se apresenta como "parte", você é o "todo", e dentro do "todo" já se alojam todas as coisas. Por isso, se compreender esta Verdade, não terá mais necessidades de buscar coisa alguma em outros lugares. O "todo" possui todas as coisas dentro de si, encerra o infinito dentro de si. Portanto, somente quando "der" é que você sentirá a alegria da Vida dentro de si, pois somente "dando" é que se torna possível a circulação do "infinito" e nasce a alegria de viver. O amor provém de Deus e, como Deus é infinito, o amor é inesgotável.


4 comentários:

CsRocha disse...

Estou nessa busca há mais de 20 anos. Num vai-e-vem desesperador. De tempos em tempos desisto da busca e volto a me dedicar ao mundo material.

Atualmente estou na busca espiritual. Me sinto perdido. Sinto que algo diferente vai acontecer em minha vida, não sei o quê, e isso me assusta muito.

Pretendo passar mais por aqui e comentar com meus progressos/regressos. Talvez crie um blog.

Prazer em conhecer.

SERgio disse...

Olá,Gugu...seu Blog é realmente muito Bom! Já o leio há tempos -e este texto é "10+++"...
Sobre o conceito de "Ser individual"...
p.ex.,Taniguchi fala em "Mundo espiritual",almas lá,"Culto aos antepassados",como se existisse 'almas
separadas'no pos morte -e que até aguardam reencarnarem.No meu ponto de
entendimento, chamaria de "sonho2"...
Claro,"Ser Individual-impessoal-Universal é 'outra coisa'...
Como fica ,de acordo com o seu conceito -já que Deus é tudo-,a idéia das aparentes 'almas',na tbém
aparente morte,quando visto do ponto de vista do Ser individual eterno?
Grato.
SERgio

Gugu disse...

CsRocha,

A pessoa que quiser obter resultados sérios e satisfatórios no Caminho Espiritual, precisa também ser séria na busca. É necessário colocar a Verdade como sendo PRIORIDADE, porque o mundo irá apresentar a você tudo o que ele puder para seduzí-lo, para tirar sua atenção da Verdade. E se a sua vontade e determinação não forem sérias o suficiente, você acabará oscilando entre o mundo e a busca.

A Bíblia diz que o Espírito e a carne são opostos e irreconciliáveis, e que o pendor para a carne dá para a morte, enquanto que o pendor para o Espírito conduz à Vida. Se quiser conhecer a Verdade Absoluta sobre quem você é - Deus -, se prepare, porque a ilusão irá reagir e resistir a isso. A ilusão atua como uma espécie de "adversário". É muito comum acontecerem coisas "estranhas", "coincidências", quando estamos empreendendo um trabalho e nos dedicando a conhecer/nos aprofundar na Verdade. Por exemplo, quando resolvemos meditar, não por coincidência o telefone toca, ou chega na sua casa alguma visita, ou o vizinho coloca uma música alta e barulhenta justamente naquela hora. Pode, até mesmo, acontecer de chegar a você alguma coisa "boa" que você desejava há muito tempo, a fim de fazer com que sua atenção se prenda ao mundo. Mas assim que a sua atenção está de volta ao mundo (e você fica meio desanimado de continuar o trabalho no conhecimento da Verdade), aquela coisa boa se vai, é-lhe retirada. Coisas assim acontecem como reações de resistência da ilusão. Podemos dizer que, nesse processo, ocorre uma espécie de "luta" entre o bem e o mal, a luz e as trevas. O fenômeno não existe, a matéria não existe. Não temos que lutar contra "pessoas" ou "coisas", e sim contra uma espécie de "força hipnótica" ou "magnética" que faz parecer com que pessoas, coisas, fatos e fenômenos materiais existem.

Paulo escreve, em Efésios: "Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais." -Efésios 6:12

Por isso a Bíblia diz ser necessário buscar a Verdade de todo o coração: "E então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis, e me achereis, quando me buscardes com todo o vosso coração. Serei achado de vós, diz o SENHOR, e farei mudar a vossa sorte." (Jr. 29: 12-14)

Mas uma vez que a iluminação espiritual ocorra, ou seja, uma vez que você tenha o vislumbre da Realidade, e de Quem você é, você então passa a tratar e considerar a ilusão como o que ela é: NADA. E levar em consideração apenas a Verdade de que Deus é tudo!

Obrigado pelo comentário,

Grande Abraço!

Gugu disse...

Sérgio,

Obrigado pelas palavras, e também por gostar dos textos. O blog é um veículo muito bom para divulgar a Verdade às pessoas, ou, pelo menos, deixar os textos da Verdade disponíveis aos eventuais interessados que forem surgindo e buscando.

A Seicho-No-Ie prega que o fenômeno não existe. E fenômeno não é apenas este mundo físico e material que percebemos com os cinco sentidos. Para além do mundo físico e material, há o mundo espiritual, que é o mundo onde habitam as almas que deixaram de viver no mundo material. Acontece que aquele mundo espiritual também é fenômeno, então ele também não existe! No segundo capítulo da sutra da Seicho-No-Ie (o capítulo "Espírito") diz que o mundo e os seres espirituais percebidos pelos sentidos espirituais (visão mediúnica, audição mediúnica, etc.) também são ilusórios. Não são mais "verdadeiros" do que o que está no plano material. Nenhum deles existem.

A única coisa que existe é Deus, e Ele não é ser encarnado ou desencarnado; Ele é um Ser Espiritual - a Vida, a Presença única, imutável e eterna, e que está em constante atividade. No âmbito do Ser que Deus é, você existe como um Ser individual e também universal. É disso que está tratando o post. O texto se restringe a falar do que está ocorrendo em Deus, e não na ilusão.

O mundo material é um sonho, o mundo espiritual dos desencarnados também é um sonho. São apenas reflexos de uma mente inexistente que imagina que, em algum momento da história do Universo, a separação entre Deus e o homem ocorreu. Mas ela não ocorreu jamais!

Grato pelo comentário.

Grande Abraço!