"MAIOR É O QUE ESTÁ EM VÓS DO QUE O QUE ESTÁ NO MUNDO." (I JOÃO 4:4)

sexta-feira, março 21, 2008

Céu e Inferno

Osho, você acha que irá para o céu quando você morrer?




Prem Pramod,

Não existe céu em lugar algum, ele está aqui. Ele está sempre aqui, jamais está "lá". É sempre agora.A própria idéia de um céu em algum outro lugar é uma estratégia da mente para decepcioná-lo, mantê-lo ignorante do céu que circunda você a todo momento.

A existência não conhece nenhum passado, nenhum futuro. O único tempo que a existência conhece é o agora, e o meditante deve aprender a entrar nesse "agora" das coisas. Isso é o céu. Ele é este mesmo momento em que nos encontramos. Você está inconsciente dele, eu estou consciente dele. Essa é a única diferença: você está dormindo, eu estou desperto. Mas nós existimos no mesmo espaço, ocupamos o mesmo espaço. Não há nenhum lugar para onde ir.

A história bíblica conta que Deus ficou bravo com Adão e Eva e os expulsou do Jardim do Éden. E isso é impossível -- sim, até mesmo para Deus isto é impossível. É dito que Deus é onipotente, mas onipotência também possui limites. Por exemplo, ele não pode fazer com que dois mais dois seja igual a cinco. Ele não pode expulsar ninguém do paraíso, porque somente o paraíso existe; ele é sinônimo da existência ela mesma.

Então, o que deve ter acontecido foi: após comer o fruto da árvore do conhecimento, Adão e Eva se tornaram mentes. Quando você come o fruto do conhecimento você se torna uma mente, você perde a sua inocência, você se torna um conhecedor. E o conhecimento te empurra para longe do agora. A mente está sempre em algum outro lugar que não seja aqui; Adão e Eva devem ter ficado adormecidos.

Metafisicamente, cair no sono significa tornar-se uma mente.E tornar-se um Buda, desperto, se tornar um Cristo significa libertar-se da mente, sair da dimensão do conhecimento e tornar-se outra vez inocente. Essa é toda a alquimia da meditação.

Eu não estou mais identificado com a mente, por isso não há mais a questão de um céu em algum lugar. As escrituras religiosas estão cheias deles. Elas lhe concedem até mapas indicando onde o céu está, o quão longe está, como chegar lá, o caminho a percorrer, o guia que você deveria ouvir: Cristo, Maomé, Buda. E elas também o fazem sentir o medo de que, se você não alcançar o céu, você irá cair no inferno.

Nem o céu existe, nem o inferno existe. Eles são psicológicos. Quando você está fisicamente alinhado/sintonizado com a existência, quando você se torna silencioso, você está no céu. Quando você fica perturbado, e perde o seu silêncio, você se destrai, se agita, e surgem ondulações no lago da sua consciência; ela deixa de ser como é um espelho, você está no inferno.

Inferno simplesmente significa desarmonia em seu interior -- em seu interior e também com a existência. O momento em que você está harmonioso consigo e com a exisência -- e isto representa dois lados de uma mesma moeda -- você está imediatamente no céu. Inferno e céu não são geográficos.

Então, Pramod, a primeira coisa a ser lembrada é: não há nenhum céu ou inferno para mim. Eles desapareceram no momento em que eu me desidentifiquei com a mente.

A segunda: ninguém nunca nasce e nunca morre; ambas coisas são ilusões. Certamente parece que é assim, mas a aparência é como a de uma cobra parecendo que é uma corda quando você não pode ver claramente. Talvez a noite esteja caindo, o sol já se pôs, e você está num caminho escuro, e de repente ficou com medo da serpente. Mas tudo o que há é uma corda jogada ali. Traga alguma luz -- apenas uma vela é o bastante -- e a cobra não está mais ali para ser encontrada. Ela nunca esteve lá, em primeiro lugar.

O nascimento é tão ilusório quanto a cobra vista numa corda; e se o nascimento é ilusão, é claro que a morte também é uma ilusão. Você jamais nasceu e você nunca morre. Você certamente entra em um corpo -- isso é o nascimento -- e algum dia você irá deixar o corpo -- isso é a morte --, mas como você bem saberá, você era antes de nascer e você será depois da sua morte.

O nascimento e a morte não confinam/limitam a sua vida; já houve muitos nascimentos e mortes para você. Os nascimentos e as mortes são apenas pequenos episódios na eternidade que a sua vidá é; e no momento em que você se torna consciente dessa eternidade -- que é um outro nome para o "agora", que é um 'não-tempo' --, todo medo e toda a ansiedade referentes à morte imediatamente evaporam assim como as gotas de orvalho evaporam numa manhã de sol.

Assim, Pramod, a segunda coisa importante a ser lembrada é: Eu não irei morrer. Com certeza eu irei um dia deixar o corpo -- na verdade eu o deixei há vinte e cinco anos atrás. Não existe mais nenhuma conexão com o corpo. Sou apenas um convidado; ele não é meu. Eu não sou mais parte dele e ele não é mais uma parte de mim. Nós estamos juntos, apenas em termos amigáveis. Não existe um antagonismo: eu o respeito porque ele me dá um abrigo - mas não existe ponte alguma entre mim e ele. O corpo está aqui, eu estou aqui, e entre os dois existe um espaço intransponível.


(continua...)



2 comentários:

Mizi disse...

Hum... Então ele acredita em céu...

HEHEHE...



Obs: eu acho que Deus seria capaz de expulsar alguém do paraíso... E acho que 2 + 2 pode ser igual a 5. A única coisa que acho impossível é Deus deixar de ser Deus (a menos que Ele queira). Haheuia... Mas isso é uma discussão inútil. Osho é um iluminado, sim, só que gosta de atiçar brasa na fogueira... hahaha. Gosto mais da humildade de Taniguchi.

Abraços!!

Unknown disse...

entao fica uma duvida de o Ceu e o Inferno.
Mas eu acho o seguinte, o Ceu e o Inferno é aqui mesmo na terra até porque se diz a Biblia que Deus esta em todos os lugares e se ele esta em todos os lugares, a casa dele é aqui mesmo e quando Deus expulsou o anjo do Mal ele foi mandado para a terra para governar os seus seguidores.
E quando Deus viu que estava perdendo todos os seus seguidores ele enviou o seu Filho Jesus para que os seres humanos tivessem uma segunda chance de se redimir, para mim Deus e Jesus sao os mesmos espiritos, ou seja Deus tinha que surgir de alguma coisa e de alguma maneira concreta para que os seres humanos pudesse crer no Messias e para que ele pudesse mostrar que ha vida eterna ele nasceu viveu sobre nos e morreu sobre e foi sepultado junto a nos para provar que ah vida eterna ah espera de todos.
Mas eu creio que ah vida eterna é tambm aqui mesmo ou seja os espiritos conviem com nos e vive da compahnia de Deus ah todo tempo.
agora falando do inferno, o inferno e aqui e o que a gente faz de mal para o outro acabam pagando por aqui mesmo, ou seja o purgatorio tambem é aqui, cometemos infraçoes somo penalizados e pagamos pelo os nosso erros em vida e quando morremos Deus nos acolhe mesmo sabendo que nao fomos perfeitos para ele mas Deus sabe que todos sao perfeitos mesmo sendo inperfeitos pois Deus criou o homem ah sua semelhança e esta ah sua semelhança e a sua prova de que seguindo os seus passos ou nao o caminho é sempre voltado para o Pai.
assim como um filho se desvia dos ensinamentos de seus pais terrenos, eles sempre voltam quando se dao mal, e é esse o ciclo da vida, nascemos crescemos e achamos donos de si e conheçedor de tudo e quando abrimos os olhos para a realidade voltamos de onde nunca deveria-mos ter saido ou seja aos braços dos pais.