"MAIOR É O QUE ESTÁ EM VÓS DO QUE O QUE ESTÁ NO MUNDO." (I JOÃO 4:4)

sábado, março 29, 2008

O Amor de Deus

A parábola do filho pródigo, contada por Jesus, é dotada de uma mensagem muito significativa.

Ela esclarece como Deus nos ama: nos ama sem julgar, nos ama com imensa alegria, sempre disponível, sem jamais olhar para os nossos erros (pois todos nós estamos aqui para aprender por meio de erros e acertos), nos ama incondicionalmente. Puro amor!

Por favor, tentem sentir dentro de vocês o que a letra desta música diz.

Deus não quer saber o que você fez, ele só quer te amar AGORA.

Portanto, abandone a culpa, abandone a tristeza, abandone pensamentos e sentimentos ruins que você possa estar tendo sobre si mesmo, porque você não é nada disso, nem merece nada disso. Você merece tudo aquilo que Deus deseja pra você, e o que Ele deseja é a sua felicidade. Deixe Deus te amar. Quando você mantém pensamentos e sentimentos ruins sobre si mesmo, você está impedindo que Deus derrame o amor d'Ele sobre você. É Deus quem sabe quem você é. Deus conhece você melhor do que você conhece a si mesmo. Assim, abandone todos seus pensamentos e permita-se viver nos pensamentos que Deus tem a seu respeito. Basta isso. Apenas isso para sua vida -- toda ela! -- adquirir uma qualidade totalmente nova, e se tornar uma vida vivida pela Graça de Deus.

Deus não quer saber o que você fez, Ele só quer te amar AGORA.

É dessa forma que Deus nos ama a todos!





ABRAÇO DE PAI

Quanto eu esperei!
Ansioso queria Te ver
E Te falar o que há em mim,
Já não podia me conter;

Me decidi, Senhor
Hoje quero rasgar meu viver.
E te mostrar meu coração,
Tudo que tenho e sou.

E por mais que me falem, não vou desistir!
Eu sei que nada sou, por isso estou aqui.
Mas eu sei que o amor que o Senhor tem por mim
É muito mais que o meu, sou gota derramada no mar.

Quanto tempo também o Senhor me esperou
Nas tardes encontrou saudade em meu lugar
Mas ao me ver na estrada ao longe voltar
Num salto Se alegrou e foi correndo me encontrar.

E não me perguntou nem por onde eu andei
Dos bens que eu gastei, mais nada me restou
Mas olhando em meus olhos somente me amou
E, ao me beijar, me acolheu num abraço de pai.

(Música - Adriana e Walmir Alencar)

3 comentários:

mizi disse...

Essa música é linda! Sempre me faz refletir e sentir que, apesar de muitas vezes eu cair, o amor do Pai nos levanta e nos coloca para caminhar novamente. É muito bom se sentir tocado por esse imenso amor.

Para ti, Abraços de Pai, Gugu... (e de um amigo tb... hehuei).

Teh +!

Anônimo disse...

É justamente por isso que eu não consigo conceber a idéia do Mal absoluto. Deus é Amor e perdoa à todos INCONDICIONALMENTE, sem contar que temos a eternidade para nos arrepender e corrigir os nossos erros.
Neste caso me refiro às situações de extrema violência e crueldade que ainda existem no mundo material.
Mesmo aqueles que se acomodam nesta idéia e retardam seu desenvolvimento, mesmo assim, a meu ver, serão perdoados pelos seus erros.
Por favor, não quero levantar nenhuma polêmica sobre o Céu e Inferno literal que muitas pessoas ainda acreditam, é só uma opinião em forma de desabafo!
Bjss amiguinho =)

Fiat Lux

Cris disse...

Essa parábola é que melhor reflete o amor infinito de Deus.
Tantas vezes errei e tantas vezes fui perdoada...(digo aqui..perdoada no sentido de que mesmo errando, tive outras chances..então pra mim isso foi o perdão de Deus)