"MAIOR É O QUE ESTÁ EM VÓS DO QUE O QUE ESTÁ NO MUNDO." (I JOÃO 4:4)

quarta-feira, janeiro 16, 2013

A Matriz Divina e o mundo da projeção

Dárcio Dezolt


Se alguém vai a uma locadora, escolhe um filme e o leva para vê-lo no final de semana, o filme já estaria inteiro e consumado com ele, somente à espera de ser  projetado numa tela. E quando a sua projeção se iniciar, a mente da pessoa será conduzida às emoções previstas pelo diretor do filme para serem provocadas por ele. É desta forma que atua a suposta “mente humana”: deixando-se mover e se emocionar facilmente por quaisquer  imagens, até mesmo estando ciente de serem elas uma projeção de cenas fictícias filmadas. E se o filme terminar e for exibido de novo, novamente as mesmas emoções serão geradas da mesma forma!

Não existiam dois filmes: um na caixa retirada da locadora e outro sendo projetado, quadro a quadro, na tela. O filme era um só; e a sua projeção era tão somente o seu desdobramento.

Quando os ensinamentos absolutos revelam que “não existe vida material”, e que A VIDA REAL ESTÁ EM NÓS, EM DEUS, ESPÍRITO, SENDO TUDO, buscam instruir a pessoa a “tirar os olhos da tela do mundo” para sua atenção poder se voltar totalmente à ATIVIDADE REAL EM SI MESMA, EM SUA CONSCIÊNCIA ABSOLUTA, QUE É DEUS! DEUS É TUDO!  E ESTE TUDO JÁ  “ESTÁ FEITO” (Apoc. 21: 6), SENDO, PORTANTO, PERFEITO!

Em nossa Consciência Iluminada está a “Semente Divina” que aparentemente se desdobra como “aparências em mutação”. A MATRIZ DIVINA, sendo PERFEITA, haverá de se desdobrar como “imagens de harmonia”, se a pessoa desacreditar completamente da “crença no bem e no mal”,  deixando de  viver apreensiva , preocupada ou temerosa,  por não tirar os olhos das “aparências”.

“Não temais, pequenino rebanho, vosso Pai se agradou em dar-vos o Seu Reino” (Lucas, 12: 32), disse Jesus! Estava explicando o processo verdadeiro de como o Universo funciona! Pararmos de “olhar imagens na tela” para reconhecermos e contemplarmos a “MATRIZ PRONTA”, com todas as IMAGENS VERDADEIRAS mantidas permanentemente PERFEITAS por Deus!

É por esse motivo que o ensinamento absoluto diz que “mundo material não existe”, e que existe unicamente DEUS! Se você entender esta ilustração, saberá porque mais vale a pena “contemplar” a MATRIZ DIVINA, em sua própria Consciência , do que deixar de fazê-lo e ficar de olhos nas “aparências visíveis”, ora se alegrando, ora se entristecendo,  por vê-las ora sendo boas e ora sendo más! Ao fazer isso, você não estará “vendo o que Deus faz”, mas estará unicamente testemunhando a atividade ilusória da “mente carnal”, da fraudulenta  “crença coletiva” no bem e no mal, isto é, estará unicamente acreditando numa ILUSÃO!


Um comentário:

Gugu disse...

A mente, quando contempla o Universo Real e Eterno criado por Deus, afina-se com todas as coisas - aspectos/atributos/características - criadas por Deus. A criação de Deus é Bendita. Deus não criou o mal, não criou coisas ruins como pecado, doença, sofrimento, morte. Todas essas coisas são trevas e Deus não criou a treva, porque treva nada mais é do que ausência de Luz. Luz e trevas não coexistem, quando a Luz chega a treva desaparece. Quando Deus se manifesta, a treva revela-se inexistente, retornando à sua nulidade. O que Deus não criou não existe. Por isso, ensinamentos metafísicos e místicos tais como "O Caminho Infinito", "Seicho-No-Ie", "Ciência Cristã" e a "Metafísica Absoluta" negam total e completamente a existência de desarmonias como existências reais. Ensinam que são existências falsas, que retornam ao seu nada originário quando a Luz resplandecente de Deus se faz presente.

Mas o ser humano é um ser muito misterioso, dotado de mente dualística, que possibilita a ele existir captando tanto as coisas sombrias (falsas) como também o aspecto luminoso (e verdadeiro) do universo. É então que o homem vê-se dotado com o livre arbítrio a fim de que possa fazer suas escolhas e ter experiências condizentes com a sintonização de sua mente. Se sua mente estiver sintonizada com o Universo Real, ela, que é força criadora, manifestará no mundo fenomênico experiências fidedignas e condizentes com o Universo de Luz criado por Deus. Todavia, se a mente for sombria, ou seja, se ela tende a contemplar em tudo a treva e a sombra, ela projetará no mundo fenomênico os frutos de suas contemplações: experiências trévicas, sombrias, nada condizentes com a existência e natureza divina.

É por isso que os ensinamentos espirituais nos impelem a transcender a mente, ir além da mente. Indo além da mente, a divisão "bem e mal", "luz e trevas" cessam, pois estas só existem no âmbito mental. Ao sair do mental para a consciência, adentra-se a Unidade da existência de todas as coisas, e o homem pode perceber que ele e todo o Universo são um. E, naquilo que é UM, não existe contradição, divisão, desarmonia ou imperfeição. Tudo é bem.

Medite! Reserve um tempo para desenvolver e treinar a sua capacidade de ir além da mente. Uma das formas de meditação para ir além da mente e alcançar a percepção do UM é a contemplação do Universo Real criado por Deus. E disto que este post trata. Que todos os seres sejam beneficiados, despertem e alcancem a consciência de sua natureza crística, búdica, real.

Namastê!